quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Youth League | Preparados para mais uma boa campanha!


Os nossos júniores têm sabido honrar bem a camisola nesta prestigiada competição.
Espera-se mais do mesmo, após uma fase de grupos avassaladora da nossa parte!

Segue-se o Pribram, da República Checa.
Confesso que não sei muito sobre o clube.
Sei que eliminaram o CSKA nos play-offs de acesso à fase do mata-mata nas grandes penalidades.

Não querendo soar convencido, parece um adversário acessível, ainda para mais, se pensarmos que esta nossa equipa está talhada para eliminar equipas como City ou Real Madrid.

O jogo está marcado para dia 24 de Fevereiro.

A eliminatória é jogada em apenas 1 mão.

Se passarmos, podemos encontrar ou Real Madrid ou Chelsea nos quartos. No problem!

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Equipa B preocupa


Recentemente decidi instalar a Benfica TV ( ou BTV como teimosamente insistem em utilizar) e tenho tirado um pouco de tempo para acompanhar a equipa B.
O que tenho visto tem sido degradante... hoje lá ganhámos ao Aves. Não estava à espera, aliás, até apostei nos visitantes no Placard... a verdade é que temos estado em baixo em contraste com um Desportivo que vinha numa boa série de vitórias. 

Não sou da opinião daqueles que pensam que os Bs não importam, daqueles que acham que a equipa só serve para ir dando alguns minutos aos jogadores.
O Benfica pode tirar significativos dividendos do facto de ter uma equipa B com bom rendimento!
A verdade é que isto não tem acontecido. Os jogadores arrastam-se em campo. Não se vê uma jogada com princípio, meio e fim.
É verdade que o plantel dos Bs foi altamente desfalcado neste último ano, mas há qualidade para mais. Talvez a orientação da equipa não seja a melhor... Não sei.
Sei só que a direção do Benfica tem que fazer algo em relação a isto... talvez fazer um upgrade na equipa técnica. 

É que não se vê uma transição defesa-ataque em condições! 

Se a equipa descer vai ser muito mau... as consequências poderão ser a extinção da mesma e isso não é nada bom.

Rui Vitória estava no Caixa Futebol Campus. Não terá vindo de lá muito satisfeito...
Aliás, o único que terá caído no 'goto' do técnico terá sido o Diogo Gonçalves, que entrou e resolveu o encontro. Parece-me o caso de maior talento no plantel, como o provou anteriormente nos juniores.

A equipa é jovem, vamos ver se há evolução. Mas que não tenho gostado, isso não. 

E tu, o que pensas sobre isto?

terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Isto marca-me!


Vejam como é linda a união e paixão que se vive entre adeptos e jogadores do MAIOR CLUBE DO MUNDO!

A simbiose é perfeita!

Assim me despeço por hoje... Amo-te!

Balanço positivo com expectativas moderadas

Benfica 10 Zenit

Equipa inicial: Júlio César, Almeida, Jardel, Lindelof, Eliseu, Samaris, Sanchez, Gaitán, Pizzi, Jonas(1), Mitroglou
Entraram: Jiménez e Carcela

Resultado positivo, que não deixa margem para erros.
O Zenit veio cá jogar para o 0-0, para levar a decisão da eliminatória para o seu reduto.
Nestes jogos, manter a baliza a zeros só por si já é bastante positivo, pois como se sabe, muitas vezes estas eliminatórias são resolvidas pelos golos marcados fora.


Estou convencido que se o 1-0 tem surgido mais cedo, os russos teriam arriscado mais um pouco, sofrendo mais 1 ou 2 golos. Tal não aconteceu, mais uma vez por falta de pontaria.

Jogar na Rússia é difícil. Não que o Zenit seja um colosso em casa, mas sim porque vamos jogar num terreno impróprio à prática da modalidade. A juntar às temperaturas negativas, temos um relvado que é uma lástima. Tendo a Rússia tanto dinheiro, para quando estádios cobertos naquele país?

Mas penso que se conseguirmos marcar fora, temos a eliminatória na mão. 1 golo lá, obrigado o Zenit a fazer 3!

As ausências de Almeida e Jardel vão ser um problema. Dia 9 de Março já espero ter o Semedo mais rotinado, mas Jardel, esse ninguém pode substituir (sem ser Luisão, que também não joga). Lisandro é bom, mas Jardel faz muita falta por ser uma voz de comando lá dentro. A dupla Lisandro-Lindelof (nunca utilizada) é uma dupla muito jovem...

Por outro lado, o Zenit também não tem a vida facilitada neste departamento, visto que Javi Garcia e Criscito ( 2 jogadores importantes) também falham a 2ª mão.

Relativamente ao jogo...

Na primeira parte viram-se 2 equipas mais preocupadas em anular os pontos fortes uma da outra, do que propriamente preocupadas em criar desequilíbrios.

O Zenit apresentou-se sempre com um bloco baixo e o Benfica também não quis arriscar muito nas rápidas transições ofensivas, como o fez diante do Porto. Mesmo assim houveram oportunidades a registar.

Intervalo, e o jogo empatado a zero.

A segunda parte revelou um Benfica mais afoito no ataque. O excesso de respeito pelo adversário evaporou-se e a equipa produziu mais. Fomos coleccionando ocasiões. A certo ponto, virei-me para o meu pai, que se mostrava visivelmente irritado com a falta de acerto lá à frente e exclamei: 'Isto já parece o jogo de sexta-feira!'

O cansaço dos russos em contraste com o nosso entusiasmo transmitido efusivamente das bancadas para o campo, fez com que o Zenit fosse sendo cada vez mais encostado às cordas.
Chega aquele ponto em que pensamos: 'Não aconteceu até agora, não acontece mais'.
O problema é que Jonas está na equação e com ele nunca se sabe! Golo aos 91' após livre de Gaitán.
Já agora, alguém reparou no trabalho do Jardel? Sem ele não havia golo nenhum! Ele sozinho 'arruma' 3 jogadores do Zenit, resultando daí um enorme espaço para o Pistolas fazer o que sabe melhor! Parece que afinal Jonas não marca só aos 'pequeninos'...

A eliminatória está em aberto e eu acredito!

Uma palavra para os adeptos, em especial para as claques, que parece que hoje não houve 'atritos'. Um jogo (ou mais) à porta fechada não tem piada nenhuma pessoal! Vamos lá apoiar o Glorioso sem o prejudicar pelo meio!

Carrega Benfica!


Tudo a saltar!


Hoje apoio não pode faltar!
Os jogos também se ganham nas bancadas!

A análise a este jogo é complicada.
Não sei o que esperar deste Zenit, que tem estado 'estacionado na garagem'.

A falta de ritmo prejudica muito. Não pensem que por eles andarem fresquinhos que estão melhor. É tal e qual como uma equipa na pré-época...

Mas Zenit é Zenit... Temos de fazer um bom jogo cá e deixar o assunto bem encaminhado, porque depois vamos à Rússia... e jogar lá, normalmente não é muito bom...

Já agora fica aqui este apelo que encontrei na página de Facebook do Glorioso.
Achei interessante, por isso já sabem pessoal: Comportem-se!


segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Não vou mentir... foi difícil!


Custou-me muito... custou e ainda custa!
Um clássico frente ao Porto é sempre um jogo difícil, pelas razões óbvias. 
Nos últimos anos a malta aprendeu a moderar bem as suas expectativas face a uma equipa que andava em altas em contraste com um Benfica que tardava em acertar.

Os tempos mudaram e os papéis inverteram-se.
A magnífica série de jogos do glorioso em contraste com o actual desnorte do Porto, fazia-nos crer que só uma ecatombe nos poderia roubar os 3 pontos.
A dada altura, a dúvida já não era se o Benfica ganhava.. era mais se ganhava por 1 golo, por 2, por 3...

Não estávamos preparados para isto...

Desde que me lembro de ver o Benfica, foi um dos jogos que me custou mais perder (mesmo assim sem comparação para o jogo do título em 2012/2013), porque a fasquia estava muito elevada. A consequência disso foi que o trambolhão foi enorme...

Para ajudar à festa, marcámos primeiro, numa bela jogada! 'Nada podia correr mal' - pensei eu ingenuamente...

Foi duro, muito duro...

Isto é apenas um desabafo de alguém a quem esse jogo tem tirado o sono...

Mas pronto, como li algures: 'Quem não apoia nas derrotas, não serve para festejar as vitórias!'

Vamos lá levantar o astral!

Temos de arrumar com os russos em casa e fazer um bom jogo na capital do móvel!

O que lá vai lá vai.

sábado, 13 de fevereiro de 2016

Considerações gerais

- Perder um jogo contra este Porto, na Luz, é mau

- Perder um jogo contra o Peseiro é pior

- Se o Benfica ontem a esta hora ainda não era campeão, agora também não está afastado da corrida do título 

- Casillas, que só tem feito bosta, ontem foi o homem do jogo

- A equipa, que vinha numa boa série, chumba no seu primeiro verdadeiro teste

- A nossa superioridade foi notável, mas o Porto foi sempre mais organizado... afinal de contas, a posse de bola e os remates não chegam para ganhar jogos. Lembram-se dos 2-0 no dragão no ano passado? Exato

- Gaitán foi uma sombra, Jonas idem aspas.

- As substituições nada vieram acrescentar

Epá, estou chateado.. pronto. É verdade que fomos superiores.. a um nível que à muito não se via frente ao Porto. Mas fomos muito precipitados na maior parte das vezes. Também nos ressentimentos pelo facto dos principais desequilibradores da equipa terem estado bastante desinspirados.

O Porto tem sido a equipa mais ineficaz da liga. Em oposto, temos um Benfica que tem sabido aproveitar bem as suas ocasiões. 
Ontem tivemos uma inversão de papéis.

A equipa precisa de nós, mas porra! O Benfica não pode ser uma equipa talhada para malhar nos pequenos! Pede-se mais.
Neste momento estou descrente na deslocação a Alvalade.. e agora sim, é um jogo em que é imperativo não falhar. O Benfica ou ganha esse jogo, ou ganha esse jogo! 
Não há mais nenhuma hipótese a equacionar, senão,  digam adeus.

terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Amo-te tanto, que palavras ainda não foram inventadas para descrever este sentimento!



Aqui há 1 mês e meio, alguns dizia ser impossível... após o empate frente ao União da Madeira, até eu cheguei a atirar a toalha ao chão. Mas eis que chegou aquele momento, aquele momento em que fizemos das fraquezas forças e começámos a maravilhar o mundo com o nosso futebol. Os outros? Esses foram caindo, caindo... estiveram com mais 8 pontos, que passaram a ser 7, 4, 2, até que... chegámos aqui! Neste momento não há diferença pontual nenhuma! Incrível!

Sexta é um jogo fulcral para as nossas aspirações!
Vamos encher a catedral e apoiar o nosso Benfica, seja onde for, como só nós o sabemos fazer!

PS: Mais um trabalho maravilhoso do Guilherme Cabral. Que monstro de vídeo!

Vamos Benfica! Eu Acredito!

sábado, 6 de fevereiro de 2016

À Lei da Goleada

Os Belenenses 0*5 SL Benfica

Equipa: Júlio César, Almeida, Jardel, Lindelof, Eliseu, Samaris, Sanchez, Gaitán, Pizzi, Jonas(2), Mitroglou(3)
Entraram: Sílvio, Talisca, Carcela

Entrámos num ciclo atípico. A este ponto já não se estranha uma goleada.. estranha-se sim a ausência da mesma!
Confesso-vos uma coisa: do Benfica de ontem, só gostei do resultado. O nosso jogo da
primeira parte meteu-me nervos. A certo ponto parecia-mos o Porto do Flopetegui: uma equipa incapaz de progredir com a bola, apenas capaz  de passar para trás e para o lado.

A principal causa deste desnorte foi a apatia dos nossos principais desequilibradores (Sanchez e Gaitán). O jovem médio foi quem 'fez mais falta'. O jogo passa sempre por ele, mas o jovem talento demorou muito a entrar em campo... 45 minutos para ser exacto. Também por isso se justifica a subida de rendimento da equipa no 2º tempo.
Nico então, nem sequer chegou a entrar! Pronto, eu sei, fez uma boa assistência para o Pistolas... mas fora isso, não se viu nada. A equipa melhorou com a entrada de Carcela.

Gostei do atrevimento do André Almeida. Está a exibir-se bem. Precisamos deste André para os próximos jogos, bastante complicados!
Pizzi não pára. A sua regularidade é algo incrível... raros são os golos em que o extremos português não está envolvido!
Mitroglou vai cimentando a sua posição na equipa. Ontem assinou o seu primeiro hat-trick pelo clube, mas fez bem mais. Esteve envolvido nos vários momentos do jogo, jogou e fez jogar. Muito bem!
Lindelof fez bem a posição.
Júlio César fez mais um 'punhado' de grandes defesas
Jonas igualou Higuaín na corrida pela bota de ouro europeia! 23 golos que já lá vão no campeonato!

É isto... como já disse não gostei do Benfica em termos 'exibicionais', mas porra! Se jogar mal se traduz nuns esclarecedores 5-0... vai lá vai..

Vem aí um ciclo 'puxado'... o mais exigente até agora. 

PS: Desculpem lá esta minha ausência recente, mas este ano a gripe também me apanhou a mim.