quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Será que sonhei?


Desculpem-me a sinceridade mas o jogo de ontem foi tão mau, tão mau, que nem sei se aconteceu mesmo, ou se foi apenas um sonho infeliz. 
Acordo, ligo o computador, consulto as capas dos principais jornais desportivos e apercebo-me de que não,  não sonhei...
Desta vez, não há críticas à arbitragem que nos safem. Foi tudo muito mau.. tão mau, que nem sei por onde heide começar a analisar o que falhou. Falhou tudo. Velocidade? Nem vê la.. Garra? Procura-se.. vá lá! O Benfica estava numa posição onde era proibido escorregar e acaba por tombar onde ninguém imaginava que fosse tombar. Francamente, o melhor ataque do campeonato não consegue fazer um golo a uma equipa que nos últimos 2 jogos sofreu 10? O futebol tem destas coisas...

A sensação que fica é a de um Benfica apático. Um Benfica,  que nem com o cronómetro a chegar aos 90' metia velocidade no jogo.. prova disso, foi o à vontade com que os nossos jogadores trocavam a bola atrás já no período de compensação. Pior! Em plenos descontos, o União ainda conseguiu ter supremacia sobre o Benfica! Impensável, incompreensível! 

Não quero comentar exibições individuais, porque o único que escapa da zona do medíocre é mesmo o Lisandro.. que máquina! Eu juro, se ele volta a ser relegado para o banco, quero a cabeça do RV!

Tudo está mais difícil. . O futuro só a Deus pertence, mas porra! Podíamos ter ficado a 5 do 1o e a 3 do 2o! Sendo que muito em breve eles vão jogar entre eles.. isto não serve de motivação extra? Porra pá!

A falta de qualidade é desculpável,  mas a falta de entrega é imperdoável...

Saudações Benfiquistas

4 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Infelizmente o RV é fraquito, serve para as equipas medianas, sabe jogar na defesa e partir em contra-ataque, quando tem que assumir o jogo não tem ideias.

    ResponderExcluir
  3. Os jogadores do Benfica jogam a três velocidades: devagar, devagarinho e parados (tática excelente para quem gosta da calacice). Jogo aos solavancos, exagero de passes para o lado e para trás, muitos passes errados, pontapés livres mal cobrados, a quase ausência de remates de fora da área, poucas desmarcações, deficiente pressão no adversário, afunilamento do jogo, ausência de garra à Benfica... Eu não sou treinador, mas parece-me que tudo isto se afina com treino, com trabalho duro, com uma cultura de exigência no grupo de trabalho. Isto não é maneira de jogar para o Benfica. O Benfica é o Benfica, Rui Vitória! O Benfica tem jogadores para fazer muito melhor. Ó homem, você até escreveu um livro sobre futebol...
    Só mais um reparo, Rui: um líder tem de se impor e tem de exigir. Um verdadeiro líder não tem necessidade de ser grosseiro, como alguns que conhecemos, mas rijo, lá isso, tem de ser.

    ResponderExcluir