domingo, 22 de fevereiro de 2015

A maldita revisão

Enfim... é mau. Durante a minha longa ausência perdi mais de metade da época... e passaram-se tantas coisas..

Bem, deixem-me cá ver por onde heide começar...

Campeonato:

Estamos bem, fizemos uma primeira volta em que apenas cedemos 5 pontos, o que é bom.
Apesar disso, o nível exibicional da equipa, por vezes, deixou muito a desejar.
Melhorámos claramente na segunda volta. Contudo, embora jogando melhor, já perdemos tantos pontos neste começo de 2ª volta como em toda a 1ª... Prefiro jogar mal e pontuar do que jogar bem e perder ou empatar.
Seja como for, estamos em primeiro, e como diria o JJ, os outros é que têm de olhar para cima!

- Os jogos:

Boavista (1-0) - jogo complicado no sintético do bessa. Ganhámos graças a uma bomba do Eliseu, que parece atacar bem melhor do que defende... R. Amorim haveria de se lesionar gravemente voltando apenas este mês.
Sporting (1-1) - Bom jogo. Ocasiões de parte a parte mas fomos claramente melhores. Começámos a vencer e Artur acabou por fazer o empate.
V. Setúbal (5-0) - Boa exibição fora de portas, uma das melhores
Moreirense (3-1) -  À semelhança do jogo da 2ª volta, a coisa esteve preta. Eliseu, mais uma vez, com uma bomba do meio da rua, começou o caminho para a remontada.
Estoril (3-2) - A ganhar 2-0 numa fase ainda prematura do jogo, deixámo-nos comer e permitimos o empate. Não pode ser.
Arouca (4-0) - Resultado enganador... Até aos 70 min o fantasma do empate ainda pairou...
Braga (1-2) - Primeira derrota no campeonato. Até nem foi o nosso pior jogo mas pronto. Valeu ao Braga a excelente exibição do seu guardião.
Rio Ave (1-0) - Jogo fraco em casa. Vimo-nos à rasca. Valeu o Talisca...
Nacional (2-1) - Mais um jogo fora, mais uma má exibição, das piores da época. Ganhámos e isso é que interessa. 
Académica (2-0) - Jogo sereno fora de casa. Controlámos sempre as ações do jogo.
Belenenses (3-0) - Bom jogo, boa exibição, bom resultado. Nota artística*.
Porto (2-0) - Jogo extremamente bem conseguido. Eu fico sempre apreensivo quando jogamos contra estas equipas com bom meio campo e utilizamos só 2 jogadores na zona central. Apesar disso, fizemos um jogo perfeito do ponto de vista tático, explorámos bem o contra-ataque e ganhámos bem. A utilização do André Almeida a lateral esquerdo foi uma decisão inteligente, meteu o Tello no bolso completamente. Lima, até então com prestações medianas/fracas surgiu em bom plano.
Gil Vicente (1-0) - Pior exibição da época. Muito mau, muito mau mesmo.
Penafiel (3-0) - Deslocação difícil. A segunda parte trouxe mais tranquilidade e acabámos por vencer bem.
V.Guimarães (3-0) - Estava apreensivo antes do jogo, mas sem razão. Fizémos uma das melhores exibições da época. Marcámos 3, podíamos ter marcado muitos mais.
Marítimo (4-0) - Talvez o melhor jogo fora. Ir jogar ao campo do Marítimo é sinal de dificuldade, é uma das deslocações mais difíceis da temporada. Estivemos extraordinariamente bem. Não estava à espera sinceramente. Gaitán aleijou-se e Ola Jonas surgiu em grande plano no seu lugar (surpreendentemente...).
P. Ferreira (0-1) - Após um grande jogo fora, um péssimo, também fora de portas. O Porto já havia jogado e tinha perdido. É intolerável a falta de paixão e motivação que os jogadores demonstraram nesse dia. O facto do nosso rival mais direto ter perdido pontos devia ter motivado os nossos pupilos. Mas aparentemente não o fez... podiam ter sido 9 pontos na altura...
Boavista (3-0) - Jogo tranquilo em casa.

Sporting (1-1) - Mau jogo, perdemos completamente a batalha a meio-campo. É cada vez mais berrante a necessidade de mais um médio nestes jogos ( 3 médios, em vez de 2 defensivos). Dá-me ideia que JJ tenta fazer algo parecido ao que fez no dragão, desta vez sem efeito. Não concordo com os que dizem que esse empate soube a vitória. Para mim um empate são 2 pontos perdidos e não 1 ponto ganho. Mas marcar no último lance acabou por saber bem. Num momento gritavam-se olés (sportinguistas), no outro, o camera-man focava as bancadas onde só se viam lágrimas a correr nos rostos dos adeptos (sportinguistas...). O clube que tanto fala no minuto 92 (minuto fetiche), teve o que merecia. É engraçado que falaram tanto em sorte da nossa parte, mas uma semana a seguir, quando empataram também no fim do jogo, aí já não houve sorte, foi saber...
V. Setúbal (3-0) - Jogo sereno, sempre bem controlado. Vitória mais fácil sobre um adversário que já havíamos defrontado ( e vencido) nessa mesma semana.
Moreirense (3-1) - Já falei (no post anterior) sobre este jogo.

Estamos bem no campeonato. Ainda temos deslocações difíceis até ao fim da época, mas os nossos rivais também. Por falar nisso, vai já haver um clássico entre o Porto e Sporting no início do próximo mês.

Taça da Liga:

Mais uma final. Uns podem-lhe chamar a taça da cerveja mas para mim é uma competição como as outras e é para vencer. Sermos tão bem sucedidos nesta competição, deve-se ao facto de encararmos a prova com seriedade e respeito. Outros não o fazem, e chamam-lhe nomes. Mas todos sabemos bem o quanto lhes dava jeito esse troféu... ao menos ganhavam qualquer coisa...

Taça de Portugal:

Para mim, é uma prova com tanta importância como o campeonato. Facilitámos e fomos eliminados (em casa!) pela mesma equipa que já nos havia derrotado para o campeonato (pelo mesmo resultado!). Dos momentos mais difíceis da época para mim.

Champions:

Participação lastimável. O grupo era difícil, mas pelo menos devíamos ter assegurado o 3º lugar para irmos à Liga Europa!! 
Bem, se o facto de termos o calendário mais desimpedido nos ajudar a assegurar o bicampeonato (que nos foge à décadas!), então não me importo...

A nível de individualidades (os que chegaram esta época)...

Júlio César -  apesar de velhinho, justificou e de que maneira o investimento feito nele. É uma segurança tremenda na nossa baliza. 

Talisca - Ai tanto se falou no Talisca... Se ele não era aquele jogador abismal como diziam, agora também não é nenhum trambolho como querem fazer parecer crer! Talisca é um jovem jogador a jogar à 1 ano consecutivo sem pausas. De realçar que nesta 2ª metade da temporada raramente jogou à frente, local onde de facto joga bem.

Pizzi - Começou agora a ter mais minutos e começou agora a mostrar todo o seu potencial. É o homem indicado para substituir o Enzo, é rápido e pensa bem o jogo. E é português!

Eliseu - Ainda me deixa algumas reservas. É definitivamente melhor a atacar do que a defender, daí a necessidade de em jogos mais complicados JJ optar por colocar outro homem na sua posição. Independentemente disso, o seu pé canhão já nos valeu pontos.

Jonas - Soberbo. É avançado mas por vezes é faz as vezes do 3º médio que o Benfica tanto necessita. Joga bem com a bola nos pés, tem bom toque de bola e finaliza bem. Uma mais valia para qualquer equipa sem dúvida!

Gonçalo Guedes - Que qualidade evidencia cada vez que é chamado para entrar em campo. Tem muita qualidade, precisa de minutos! Já fez mais do que o necessário para sentar o Ola Jonas...

Samaris - Onde se subressai mais é nos jogos grandes. Fez exibição incrível contra o FCP e voltou a repetir o feito frente ao SCP. Ainda se está a habituar à posição, mas é um bom jogador.

Cristante - Talvez esteja a ser colocado numa posição muito recuada no terreno. O JJ é que sabe, mas o seu talento e criatividade podiam ter outros usos.

Burro de Carvalho:

Ai, tinha que reservar aqui um espacinho para falar deste indivíduo peculiar.
O Pinto da Costa baixou um pouco a crista nestes últimos tempos e esse imbecil aproveitou para tentar sobressair-se.
Se viesse aqui falar em todas as babuseiras que eles diz, estava aqui o dia todo. Vou apenas falar dos episódios mais recentes...
Para que fique aqui bem assente, eu não defendo de maneira nenhuma os bárbaros que exibiram aquela tarja nojenta no fim de semana do dérbi. Mas e daí? Esses parvalhões é que as escreveram, não foi o LFV!
Sejamos francos, o BdC já estava à espera à muito tempo de uma razão para cortar relações. O que é engraçado, é que ele acha que nós nos importamos com isso...

Mas que fique aqui bem claro: se ele quer que haja menos violência no futebol, fique a saber que o primeiro passo tem de ser dado pelos dirigentes. O combate à violência não se faz fomentando guerras mesquinhas entre os clubes. As palavras dele apenas fazem os sportinguistas odiarem mais o Benfica e os benfiquistas odiarem mais o Sporting.

Nenhum comentário:

Postar um comentário