quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Luís Filipe Vieira em entrevista na BTV - 21h | Moniz e o caso BES


LFV concede hoje à noite uma entrevista em exclusivo para a BTV. Isto decorrerá por volta das 21h.
Da sua parte, apenas peço que seja direto e sincero (como tem sido sempre).
Há muitos benfiquistas à espera de respostas em relação à situação actual do clube.

Entretanto, aos que se interrogam acerca do caso BES, não sei se o LFV vai adiantar muito acerca disso.
O nosso vice José Eduardo Moniz entretanto, já abriu um pouco o jogo.

Aqui ficam as suas palavras:

“Há cerca de um ano e meio, o sistema financeiro introduziu um factor de distorção competitiva inexplicável, quando decidiu perdoar a um determinado clube dívida contraída e quando em relação à dívida remanescente, decidiu reescaloná-la em 20 anos. De alguma forma, o que acabou por se verificar foi que um conjunto de administrações que não geriu tão bem o clube, acabou por ser premiada”.

Por oposição, Moniz considera que Benfica e FC Porto não beneficiaram das mesmas condições
“O Benfica e o FC Porto são clubes cumpridores e não tiveram nem perdões de dívida, nem taxas de juro de favor, nem incumpriram pagamentos de juros ou de capital", acrescentou Moniz, acreditando que os “encarnados" terão boas relações com o Novo Banco, após o colapso do Banco Espírito Santo: "Não estou a ver que o Benfica, que nunca teve de um perdão de dívida, que nunca beneficiou uma taxa de juro de favor e que nunca incumpriu um prazo de pagamento de juros ou capital esteja no topo da agenda dos assuntos que o Novo Banco precisa de tratar. O Benfica sempre se portou bem nas relações com a banca.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário